sábado, 20 de março de 2010

Nelson Cavaquinho e Cartola: Amigos, amigos. Negócios à parte.


Na época de 1940, vendia-se muito samba, isto é, muita letra de samba, muita melodia. Pagava-se uma quantia e depois quem comprava lucrava com venda de discos, LPs.

Cartola dizia que até vendia, mas tinha que colocar o seu nome no disco. Todo esse comércio musical rendeu uma bela história com um de seus grandes parceiros, Nelson do Cavaquinho.

“Nelson do Cavaquinho? Eu conheci Nelson do Cavaquinho em Mangueira. Ele apareceu por lá, soldado de polícia e tal... Fizemos amizade naquela camaradagem. Ele já escrevia samba. Um dia chegou para mim e falou: Cartola, fiz a primeira parte de um samba, você coloca a segunda parte para mim? Eu disse: Boto!”

E aí, lá vem história...

Mais ou menos depois de um mês que, Nelson Cavaquinho e Cartola, compuseram o samba. Cartola encontrou “um outro polícia” (como ele mesmo falava) que Nelson Cavaquinho tinha apresentado:

- Cartola, tem um samba aqui que é uma maravilha. Você quer ouvir?

- Quero.

- Vou cantar.

Mas que depressa, Cartola comentou:

- Mas essa segunda parte é minha!

E o polícia, sem pestanejar informou:

- Ah, mas agora é minha. Eu comprei de Nelson Cavaquinho.

Cartola pôs-se a rir.

Ao encontrar Nelson Cavaquinho comunicou: “Nunca quero negócio contigo. Faço samba com você, você vai vender e nem me diz nada?". E relaxou: "Não botei bronca nenhuma, deixei para lá também.”

Mas, em discussão de mestres, sabe lá quem tem razão, né? Nelson do Cavaquinho argumentou:

“Vendeu a música? O pessoal vai pensar que eu vendi tudo. Vendi tudo não, vendi a minha parte. Devia ainda falar: Agora tu vende a tua, porque a minha, eu tava duro, vendi.”

Extraído do blog: http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/rafaela/posts/2009/11/09/cartola-historias-samba-239437.asp

2 comentários:

Fábio disse...

kkk eu havia postado algo parecido em meu blog tambem rs.. muito engraçado não é? E tem ainda a história do cavalo que trazia o Nelson meio manguaçado rss.. Parabens pelo post e pelo blog novamente.. Abração aí!!

Renato Rotta disse...

Olá Fábio!

Obrigado pelo apoio, seu blog é bom demais.

abraços