terça-feira, 20 de julho de 2010

10 anos de Samba da Vela - Prestação de Contas


Boa noite,

Ontem fui às festividades dos 10 anos do Samba da Vela e a festa foi prá lá de animada. Ao chegar já sentamos nos bares em volta do Centro Cultural Santo Amaro, ali bem do lado do Largo do Socorro.

Oficinas mecânicas, chaveiros ainda permaneciam abertos, mas o que pegava mesmo era o bar em frente ao samba, recheado de sambistas como Vó Susana, Nananã da Mangueira, Casca do Quinteto e demais amantes do samba.

O esquenta se faz necessário, já que dentro do Samba da Vela a bebida não é permitida, ao meu ver corretamente, pelo que se propõe o samba. A fila era enorme, e a entrada de R$ 5,00 promoveria um samba que ficará marcados aos presentes.

Paquera, Chapinha, Magnu, Maurílio, Nino Miau, e outros integrantes fixo do samba estavam emocionados com a projeção que o samba conquistou, e com os longos 10 anos alcançados, e se podia ver nos olhos dos presentes o mesmo orgulho, estes presentes que são na maioria pessoas da região, e que são ligadas ao samba.

Como convidados Osvaldinho da Cuíca, Tobias da Vai Vai, Leci Brandão, que faziam a roda com os demais. Além da presença de autoridades públicas de cultura.

Tudo armado para um dia especial, todas aquelas pessoas batendo as mãos neste rito que é o Samba da Vela, e mais sambas para ficarem guardados na memória e emoções para serem relembradas.

O Samba da Vela é de Santo Amaro, é da Zona Sul, é de São Paulo. É mostra original de uma cultura que nasce das entranhas desta cidade tão criticada, mas tão adorada.

Que a divina luz da vela continue formando sambas e pessoas.

"O poeta falou que São Paulo enterrou o samba
Que não tinha gente bamba, e não entendi por que.
Fui na Barra Funda, fui lá no Bixiga, fui lá na Nenê,
me desculpe poeta, mas discordo de você"






2 comentários:

Ricardo Somera disse...

Tava muito bom mesmo.
Foi a primeira vez que fui a esse samba e logo na grande festa.

PS: Acho que vc quis dizer Largo 13 e não Largo do Socorro.

Renato Rotta disse...

Hahah

Pode crer Ricardo. Vou corrigir.

Valeu!

Abraços